JUVENTUDE ALDO LUZ

REGULANDO DEU BARCO

Postado 2014/03/15

REGULAGEM DO BARCO

Aqui vamos tentar ajudar a regular seu barco, pois sem isso, a tendência seria a de compensar a desregulagem, muitas vezes causando defeitos na remada, má postura ou até dores e problemas nas costas.
Vou tentar dar uma luz para quem precisa e por isso fiz algumas ilustrações para ajudar. Espero poder ajudar.

Material Necessário:

Regulagem

Obs. A Concept2 Brasil, no Rio de Janeiro, representa um aparelho (pitch meter) feito exclusivamente para regular barcos a remo e que facilita em muito o trabalho.

Regulagem

Vamos ao trabalho:

1. Aferir graus dos remos – Colocar os remos no chão, com a pá voltada para baixo, como na figura:

Regulagem

Pá Macon

 

2. Certificar-se de que o chão está nivelado.

3. Colocar o “Pitchmeter” ou transferidor e nível, em cima da chumaceira (encosto do remo) para aferir o grau do remo.

Regulagem

Aconselho a se anotar e guardar esses dados e se possível etiquetar cada remo com seu respectivo grau.
O padrão tem sido de 0º, ficando assim mais fácil à regulagem e a padronização do equipamento.

4. Uma medida de comprimento padrão de remo da palamenta dupla é de 3,00m para remos com pás Macon e 2,90m para remos com pás Big Blade ou Smoothie.

5. As alavancas internas devem ser ajustadas para 89 cm, do encosto da forqueta à ponta do punho (medida média)

Essas medidas são um padrão, mas podem ser ajustadas de acordo com as características físicas de cada remador.

O barco

6. Altura das braçadeiras – Coloque a régua apoiada nas bordas (consideramos aqui que as bordas sejam simétricas) e meçam a altura da régua até o encosto de baixo na forqueta (X), e da régua até a parte mais funda do carrinho (Y).

Regulagem

A soma de x + y, nos dá a altura de cada braçadeira

Repitam a operação para o outro bordo.
O Boreste deve ficar 1 cm mais alto que o Bombordo e as alturas variam de 14 a 17 cm, dependendo da altura do remador.

Podemos subir as braçadeiras colocando arruelas no pino, em baixo ou em cima da forqueta.
No caso de forquetas antigas, podemos variar as alturas colocando arruelas nos parafusos que fixam as braçadeiras (no caso para subir, colocar as arruelas em baixo)

7. Nivele o barco tanto na longitudinal, como na transversal, apoiando-o em 2 cavaletes e se for necessário, calçando um deles.

Regulagem
Se possível, seria bom fixar o barco na posição nivelada através de dois grampos (sargentos) e dois sarrafos presos às braçadeiras.
Regulagem

8. Zerando os Pinos – Retire as forquetas e meça a distância do centro de um pino ao centro do outro pino, certificando-se que a distância de cada pino ao centro do barco seja igual.

9. Meça com o transferidor e nível ou pitchmeter o prumo do pino. Os pinos, a princípio, devem ficar na vertical. Depois vamos ver que podem ter 1,5º de inclinação para fora se o remador quiser que a remada aperte no final ou o remo tenda a afundar ligeiramente no final da remada.

Para que os pinos fiquem na vertical, muitas vezes precisamos entortar ligeiramente as braçadeiras. (Procedimento normal até em barcos de alto rendimento)

Regulagem

10. Vamos usar aqui uma medida padrão que será de 4º em cada remo. Uma vez que os pinos estejam na vertical, devemos ver o grau do remo e no caso de 0º, utilizar as buchas azuis da forqueta, nº 4/4.

Por exemplo, no caso de remos com 1º, utilizar as buchas 3/5, assim os 3º da forqueta se somarão ao grau do remo, totalizando os 4º.

Regulagem

 

Buchas de regulagem modelo Concept2

11. Avanço de trilhos – Amarrando um fio de forqueta a forqueta (encosto a encosto), teremos a linha média do barco.

Chegando o carrinho pra frente (ré do barco) e olhando-se de cima veremos o avanço dos trilhos, que devem variar de 2 a 16 cm.

Regulagem

 

12. Inclinação e altura do Fincapé – Encostar o Transferidor na tábua do fincapé, colocando sua haste na horizontal, com a ajuda do nível. O ângulo do fincapé deve variar de 40º a 45º, de acordo com a flexibilidade e o conforto de cada remador.

 

Regulagem

A altura do fincapé é medida do fundo do sapato até a altura do fundo do carrinho. Precisando para isso da régua da trena.
Porém a maneira mais prática é o conforto para se abrir bem a remada na proa e isso varia de acordo com a flexibilidade de cada remador

PS: Existem regulagens mais apuradas para se aferir o barco quanto a alinhamentos e linha d’água, mas espero que com isso que você consiga ajustar seu barco para um melhor desempenho e maior conforto em suas remadas.

Leia o resto desta entrada »

Novo título de post

Postado 2014/02/13

Equipamentos do remo

Equipamentos do remo

Barcos

SINGLE SKIFF (1X)
PESO: 14 Kg.
COMPRIMENTO: 8,20m

Equipamentos

Equipamentos

DOUBLE SKIFF (2X)
PESO: 27 Kg.
COMPRIMENTO: 10,40m

Equipamentos

Equipamentos

FOUR SKIFF (4X)
PESO: 52 Kg.
COMPRIMENTO: 13,40m

Equipamentos

Equipamentos

 

DOIS SEM TIMONEIRO (2-)
PESO: 27 Kg.
COMPRIMENTO: 10,40m

Equipamentos

Equipamentos

DOIS COM TIMONEIRO (2+)
PESO: 32 Kg.
COMPRIMENTO: 10,40m

Equipamentos

Equipamentos

QUATRO SEM TIMONEIRO (4-)
PESO: 50kg.
COMPRIMENTO: 13,40m

Equipamentos

Equipamentos

QUATRO COM TIMONEIRO (4+)
PESO: 51kg.
COMPRIMENTO: 13,70m

Equipamentos

Equipamentos

OITO COM TIMONEIRO (8+)
PESO: 96kg.
COMPRIMENTO: 19,90m

Equipamentos

Equipamentos

Leia o resto desta entrada »

Novo título de post

Remo auxilia na reabilitação de mulheres que tiveram câncer de mama

Postado 2013/10/29

   

   Médica trouxe do Canadá um novo método de reabilitação, usado em mais dez países, que recomenda exercícios físicos.

Leia o resto desta entrada »

4ª FEIJOADA DO CLUBE DE REGATAS ALDO LUZ.

Postado 2013/10/19

   

      O evento  já faz parte do calendário social do clube. Sucesso nas edições anteriores, será realizado no dia 26/10/2013 (sábado)

Leia o resto desta entrada »

Campeonato Brasileiro Júnior 2013

Postado 2013/10/17

   

 

    No último fim de semana no Rio de Janeiro, foi disputado o Campeonato Brasileiro de Remo Junior. O Clube de Regatas Aldo Luz compareceu com uma delegação de 10 atletas, sob o comando do Técnico Joel Cardoso.

Leia o resto desta entrada »

C.R Aldo Luz tem representantes no mundial master 2013

Postado 2013/09/03


 

     Embarcou, na tarde do dia (02.09), com destino ao velho continente, mais precisamente a cidade italiana de VARESE, os atletas MASTER Luiz Carlos Dutra, o "Luizão" e seu irmão Carlos Alberto Dutra, o "Liquinho".

Leia o resto desta entrada »

Regata Cidade de Blumenau

Postado 2013/09/02

 

     Aconteceu no ultimo domingo (01.09) na cidade de Blumenau, a 3ª e última etapa da COPA CATARINENSE DE DE REMO, versão 2013.  A Regata, fez parte do calendário de comemorações dos 163 anos da cidade e contou com a participação de mais de 30 atletas divididos em nove provas.

Leia o resto desta entrada »

Rifa para o Brasileiro.

Postado 2013/08/24

    Os atletas,diretores e alunos do Clube de Regatas Aldo Luz começaram uma campanha de arrecadação de fundos para custear a viagem dos atletas para o Campeonato Brasileiro de Remo,categoria Júnior,que será realizado em outubro,na cidade do Rio de Janeiro

Leia o resto desta entrada »

CBR Divulga a relação de empréstimo de barcos do Brasileiro 2013

Postado 2013/08/24

 

Saiu nesta sexta-feira (23/08) a relação de barcos emprestados pela Confederação brasileira de Remo para o Campeonato Brasileiro 2013. Isso acontece para que os clube de fora do Rio de Janeiro (sede), tenha maior facilidade e a isenção de custos para levar barcos ate la. O Clube de Regatas Aldo Luz, conseguiu 4 barcos emprestados: 1x, 2x/2-, 2x e 8+. Segue abaixo a lista completa de barcos emprestados.

Leia o resto desta entrada »